Gostou? Compartilhe! :)

O Reino Unido está tendo dificuldade para preencher vagas que oferecem £ 40 mil (R$ 178 mil, de acordo com a cotação do Banco Central do Brasil do dia 28 de Dezembro de 2017) por ano.

Apesar do tentador salário de R$13 mil por mês, poucos são aqueles que querem se especializar no “trabalho mais difícil do mundo”: a identificação do sexo de pintinhos. Segundo o jornal britânico Daily Mail, os avicultores da região estão com tanta dificuldade de encontrar profissionais que isso pode ameaçar as exportações de frango. O lado ruim do trabalho é que o funcionário precisa ficar até 12 horas por dia analisando os recém-nascidos, sendo que eles são treinados para identificar minúsculas diferenças no tamanho e no formato da genitália da ave para dizer se eles se tornarão galinhas ou galos. O treinamento leva em torno de três anos.

O profissional ainda precisa analisar entre 800 e 1200 pintinhos por hora e espera-se que ele tenha um índice de acerto próximo de 98%. Embora a técnica de verificação possa ser ensinada de forma relativamente rápida, a capacidade de manter os padrões por períodos tão longos em tal nível de intensidade tem que ser desenvolvido por um longo tempo.

“Demora três anos para treinar alguém até que a pessoa desenvolva a sensibilidade e destreza para acertar o sexo da ave e muitas pessoas não querem ficar tanto tempo praticando”, afirmou o executivo do Conselho Britânico de Avicultura, Andrew Large, ao jornal Times. “Acho que o problema é o trabalho em si. Você passa horas diariamente vendo a parte traseira de uma galinha. Isso não é visto como atraente.”

O trabalhador precisa apertar os pintinhos para forçar a saída das fezes, observar a cloaca e verificar se há um pequeno inchaço, o que significa que aquele é um macho. No entanto, para os avicultores, muitas vezes a galinha é mais interessante porque bota ovos e os galos acabam sendo sacrificados.

A indústria já pediu que o cargo fosse incluído em uma lista oficial do governo que traz vagas com falta de pessoal.

Continue acompanhando o Estágio Online para mais notícias, cursos gratuitos, vagas de estágio e emprego e dicas de especialistas.

Também temos diversas bolsas de estudo em mais de 1.200 faculdades de todo país, confira aqui: http://estagioonline.com/bolsas-estudo

Desejamos sucesso em sua jornada!


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet