Gostou? Compartilhe! :)

Dan Price foi surpreendido com o presente, um Tesla que custa pelo menos R$ 172 mil.

Os funcionários da Gravity Payments, que atua no ramo de processamento de cartão de crédito e serviços financeiros, nos Estados Unidos, resolveram dar um presente para o diretor-executivo (CEO) e um dos fundadores da empresa, o executivo Dan Price, 32 anos. O “agradinho” escolhido pelos seus subordinados foi nada mais, nada menos, que um Tesla, model S, que custa pelo menos R$ 172 mil.

Mas o presente não veio por acaso. Em abril de 2015, Dan instituiu uma política econômica diferente na empresa: subiu o salário mínimo dos funcionários para 70 mil dólares anuais, o equivalente a R$ 18 mil por mês. Para isso, reduziu até mesmo o próprio salário. A ação foi saudada, inclusive, pelo presidente norte-americano Barack Obama, que lhe deu o prêmio de Jovem Empreendedor do Ano.

Pelo Facebook, ele agradeceu aos funcionários que lhe fizeram essa surpresa: “Chocado. Ainda em descrença. Nunca imaginei que isso fosse possível. Os empregados pouparam nos últimos seis meses e me compraram o carro dos meus dos sonhos. Um novo, lindo e azul #tesla. Ainda em estado de choque. Como faço para dizer obrigado?”

De acordo com o jornal Seattle Times, a organizadora da “vaquinha” para o chefe foi Alyssa O’Neal, 24 anos, que está há dois anos e quatro meses na Gravity Payments. Mãe solteira, ela se diz uma das funcionárias mais impactadas pelo aumento salarial.

Os números colocados no site da empresa indicam que, apesar de algumas pessoas contestarem os métodos de Dan, a empresa teve um lucro de 6,5 milhões de dólares, ante 3,5 milhões de dólares em 2014. Além disso, mais de 30 mil currículos teriam sido enviado à empresa por pessoas que gostariam de trabalhar lá.


Fonte: Diário Gaúcho

Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet